Por que não?

image

Estava tudo pronto, roupa, sapato, maquiagem… Tudo perfeito para a melhor noite de sua vida! Mal podia acreditar que aquele cara, logo ele, aquele por quem foi apaixonada desde os tempos da escola, havia convidado finalmente pra sair. Não poderia haver momento mais deslumbrante para qual ele poderia sugerir ir, do que a festa anual da primavera.
Ele chegou rápido e buzinou em frente a sua casa. Ela saiu, delicada como uma princesa em passos leves, sorrindo e com um brilho jovial no olhar. Ele não desceu do carro, apenas esperou pacientemente dentro que ela entrasse para conversarem. Ela deu a volta, abriu a porta e entrou, ainda sorrindo. Ele deu um beijo rápido em seu rosto e seguiu o caminho. Ao chegarem na festa, ele estacionou e saiu do carro. Ela esperou que ele abrisse a porta para ela, mas só pode ouvir ele falando alto de longe “o que você está esperando?” e desceu do carro sozinha.
Na festa, dançaram juntos algumas músicas, principalmente as mais agitadas, e ele sempre parava pra beber algo nas músicas lentas. Foi então que uma amiga de infância que ultimamente vivia viajando, chegou igualmente linda e desacompanhada. Foi nesta hora que o “nobre” cavalheiro começou a fazer as honras, lhe abraçando e lhe dando um carinho falso e vazio. Ela então enxergou a situação: Não havia nada de mágico e romântico em seu convite. Ele apenas queria fazer ciúmes para quem um dia ele foi apaixonado.
Quando ele cansou do teatro e foi al banheiro, sua amiga a cumprimentou e comentou em seu ouvido: “Você está mesmo com esse cara? Ele é um babaca…” E saiu com seus amigos ao perceber que ele estava voltando.
Ele tentou então lhe dar um beijo, e ela, a bela dama com o olhar opaco e sem sinal de qualquer emoção no rosto, o afastou e saiu para fora. Ele correu  atrás, perguntando qual era o problema dela. Ela não olhou para trás, mas ele a agarrou pelo braço. Ela virou e deu um sonoro tapa em seu rosto, correndo logo em seguida. Ela podia ouvir seus passos de fúria atrás dela, e então corria o mais rápido que podia.
Quando sentiu que ele estava prestes a agarrá-la, foi surpreendida por um carro que parou em sua frente. Dois homens desceram e a arrastaram pra dentro. Já o nobre babaca parou assim que viu o carro e paralisado, viu o carro ir embora sem cerimônias.
No carro ela foi amordaçada, amarrada e esquecida no canto do carro. Entre eles, ela podia ouvir a conversa sobre resgate e como a família Viance era rica e não ia se importar de pagar pela bela moça. Andaram muito e ligaram para o pai dela. Ele desesperado garantiu que faria o que eles queriam, que não haveria preocupações, mas durante a segunda ligação, enquanto estavam negociando, os sequestradores ouviram ofensas, ameaças e risadas.
Ela, ainda no canto do carro amarrada, foi tirada de lá bruscamente, e ao arrancarem o pano de sua boca, pode finalmente dizer seu nome: Agatha Zanno.
Depois de espancarem, eles a largaram em uma pequena floresta, e depois de algumas horas desacordada, ela se arrastou pelo chão, se levantando com dificuldade. Estava fraca e sentia fortes dores no estômago. Conseguiu chegar a beira da estrada onde uma moça lhe deu carona, sensibilizada pela situação.
A levou pra casa e lhe deu algumas roupas novas, mas quando estava no banho, a boa samaritana tentou lhe agarrar. Com os olhos vermelhos, e a pele pálida, a empurrou no piso molhado, quebrou o espelho e com os cacos, abriu alguns cortes em sua garganta. Ela tentava mas não conseguia gritar, e o sangue jorrava pelo banheiro, manchando o azulejo branco.
Se vestiu, pegou alguns mantimentos e o carro. Não era difícil voltar para sua cidade e seu único desejo era dormir em sua cama quentinha sem ser incomodada. Depois de um longo tempo dirigindo, viu o seu nobre platônico atravessando a rua.
Ela engatou o carro, acelerou, sorriu e pensou: “Por que não?”

juhliana_lopes 12-08-2015

Anúncios

Uma resposta em “Por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s