Amar de novo

tumblr_lygbehezzl1qg1v26o1_500_large

Há muito esperei por este encontro, e olhe só, estamos aqui! Você não sabe como eu desejei e sonhei por cada segundo que está correndo entre meus dedos neste momento. Você se pergunta como ou por quê? E eu lhe digo que logo tudo estará em seu lugar.

Há muito não sei o que é uma boa noite de sono, pois além dos remédios, passei a usar outras drogas para poder dormir. Há muito não sinto o gosto das coisas, pois além das drogas, apenas o álcool satisfaz o meu paladar. E por que tudo isso teria importância, você me pergunta, e eu digo… Porque tudo isso faz diferença.

Há muito tempo atrás, bem lá atrás mesmo onde não é possível ver nada além de sombras e as pegadas já foram apagadas, lá, lá atrás, estávamos nós. Jovens, bonitos e com carinhos e juras eternas de amor.

Você, um jovem galante me encantou me conquistou, me cercou e não me deixava dar um passo sequer sem me fazer lembrar o seu amor. Tudo aquilo, claro, me assustava, pois nunca havia amado com tamanha insistência, vontade e intensidade como aquilo. Ao mesmo tempo em que era assustador, era deliciosamente tentador e logo me perdi em seus caminhos sem nem olhar para trás.

Tudo que é bom, dura pouco diriam vocês, e realmente durou. Pouco demais, diria eu. Se fossemos calcular juntando todos os “x”, tempo e espaço, o resultado deste pouco, seria o tempo suficiente de você perceber que havia ganhado o jogo e partido para outra mesa com um novo baralho de cartas.

Pior que lidar com a traição é conviver com a rejeição diriam muitos. Bola pra frente diz a maioria. Procure a vingança diriam alguns poucos. Eu prefiro um toque mais… Sutil.

Mais uma vez você me pergunta o que tem a ver com tudo isso e que toda esta ladainha não lhe interessa.

Sente-se, acalme-se. Você está aqui para aprender.

Sim, aprender.

Aprender a me amar de novo.

Não se preocupe, pois a noite é longa que há muita revisão antes das primeiras aulas.

Primeiro você vai sentir a dor. A mesma dor que eu senti. Uma dor profunda e íntima, que te perfura a carne e abre o ser, revelando o que há de podre por dentro.

Depois, você vai aprender a chorar. Mas não um choro qualquer com lágrimas vazias com o qual está acostumado. Lágrimas profundas que brilham na escuridão, revelando todas as suas fragilidades e tudo de inocente que um dia existiu em você. Todos os sonhos e desejos perdidos, convertidos em pequenas gotas de água e sal, que cairão constantes como a chuva pela manhã.

A terceira lição será sentir a culpa. Isto será mais difícil que chorar, pois agora, não haverá o alívio no final. Você irá sentir uma culpa profunda que irá te levar ao fundo do inferno e mesmo oculto em meio à escuridão, as vozes lhe sussurrarão ao ouvido, as mesmas mentiras que um dia você usou.

Depois disso haverá uma paz, aquela libertação engraçada que a gente sente que nos permite enxergar tudo tão bem que nos sentimos bobos de não encontrarmos as soluções antes. Aquela coisa que nos devolve a vontade de viver, a vontade de sonhar… A melhora antes da morte.

Não se preocupe meu bem, Você vai sentir a dor, as lágrimas e a culpa. Você vai sentir o ódio e o amor, mas não garanto a compaixão. Deixo isso para os que ainda têm um coração. Assim como você arrancou o meu e o fez em pedaços, eu irei me divertir com o seu.

Só arrancar seria algo rápido e prático pra você. Não. Você precisa de algo mais… Profundo, mais… Inspirador.

Primeiro abrirei o seu peito expondo assim a sua carne e todas as suas vísceras. Todos irão ver seu sangue correr pelas veias e artérias e como até mesmo em sua anatomia, tudo ocorre de forma tão falsa. Então, com seu coração ainda batendo, irei retalhar calmamente, primeiro em cortes rasos, passando para os médios e finalizando com cortes profundos. Como essas dores superficiais não serão suficientes, então, eu cortarei alguns pedaços de sua carne e lhe darei para comer, para então você provar de seu próprio veneno. Por fim, quando a agonia começar a te enlouquecer, arrancarei com as mãos o que você tem coragem de chamar de coração “amável”, e irei rasga-lo, com minhas próprias mãos.

Depois desta saudável renovação, você, meu querido, estará pronto para dançar novamente, até o nascer do sol, sem motivos, sem um amanhã, sem receios.

Só assim meu amor, meu doce e querido amor, você está pronto para amar de novo. Pronto para mim. Pronto para o nosso encontro. Só assim, limpo e vazio, você está pronto para o que nos aguarda. Um amor puro e suave, como a brisa no fim da tarde.

Sem alma e sem coração alguns diriam. Insano e doentio a maioria pensa.

Completo, e só meu, digo eu.

 

juhliana_lopes 28-03-2015

 Referência: Inspirada em Love Again, Pentatonix. (Clique aqui)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s