Doces ou Travessuras?

Doces ou travessuras era o que sempre diziam. Não gostava daquele dia. Não que fosse melhor nos outros, mas naquele dia, tudo aumentava em proporções monstruosas. Confiava nos seus pacientes, é verdade, mas neste dia, tudo era motivo para se desconfiar.

Não podia impedir. Fazia parte do programa incentivar a interação e datas comemorativas para auxiliar na recuperação dos pacientes. Todos ficavam empolgados em decorar seus quartos e o pátio da clínica, em fazer coisas de artesanato e dinheiro de mentira para vender na feira da festa. Ninguém vendia nada de verdade, apenas trocavam por pedaços de papel já que a festa não era aberta para pessoas de fora.

halloween-pumpkin

Ela não tinha dificuldade em lidar com pacientes brutos e ignorantes. Os assassinos eram a sua especialidade, já haviam dois dos mais perigosos no seu currículo que hoje a tratam com tamanho respeito como se fosse sua mãe. Era segura de si, gostava do seu trabalho mas neste dia…

“Talvez seja algum trauma de infância”, ela justificava, sem se lembrar do que poderia ser exatamente. O fato é que odiava esse dia e as surpresas que vinham com ela. Sempre acontecia algo de constrangedor ou que fazia ela se arrepender de não ter inventado uma desculpa pra não vir ao trabalho.

Doces ou travessuras eles gritavam de repente. Era recomendado andar com os bolsos cheios para escolher logo a primeira opção e acabar logo com o tormento. Quando chegavam em alguém que já estava de bolsos vazios, a segunda opção sempre vinha acompanhada de gritos de terror e risadas macabras, pelo menos dentro da cabeça da doutora.

Andando com passos rápidos em um corredor, olhando para os lados quase tremendo, ouviu a frase assustadora. Não era pra ela e sim para um colega de trabalho. Ele tinha acabado de entregar os últimos doces para um grupo que havia passado na frente e pra esse, só sobrou “as travessuras”. Arrancaram o seu jaleco e o obrigaram a vestir aqueles aventais de cirurgia que são abertos atrás. Ele teria que andar por todo hospital sem levantar a cabeça pra nada e nem falar com ninguém. Só pararia quando eles dissessem que devia parar. E assim ele foi, ainda mais depois que ficou sabendo da consequência, ele não queria apanhar nu, em uma cadeira.

A doutora se distraiu vendo a cena e quando percebeu, parte do grupo vinha em sua direção. Por instinto ela correu. Até trombar no grupo dos “fortes”, formado pelos loucos com o corpo mais definido, grandes e musculosos que em seus banhos de sol se exercitavam para manter a forma. Caiu no chão e agora estava cercada por dois grupos. Sentiu-se como uma criança indefesa pois não havia como fugir.

Quando os dois grupos perguntaram e perceberam que só ia haver uma opção, eles foram atacados por balas e pirulitos, além de pedaços de caramelo e chicletes. Uma verdadeira onda de doces que fez com que os grupos corressem rindo como moleques levados.

A frente da médica agora, havia dois homens altos, com aquele rosto imparcial sem emoção. Ainda com medo olhou levemente para cima e percebeu que um deles lhe estendia a mão.

– Está tudo bem doutora? – disse o que estava com a mão aberta.

– Eu… acho que sim. – ela respondeu lhe dando a mão e levantando.

– Mais cuidado – disse o outro. – Hoje, até a noite ninguém vai ter paz.

– Obrigada rapazes. – ela respondeu um pouco mais aliviada.

– Não se pode confiar em ninguém hoje… – disse o rapaz que a ajudou.

– Verdade, obrigada mesmo…

– Não agradeça… – disse o outro colocando a mão em seu cabelo. – Agora responda rápido: Doces ou travessuras?

 

juhliana_lopes 31-10-2013

Anúncios

Uma resposta em “Doces ou Travessuras?

  1. Pingback: Enfim, de volta | Mais um Psicopata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s