Busca

banheira

 

O mesmo vento frio, e a mesma lua cheia, mas onde está você?

Meus braços anseiam pelos seus, minha boca pede a sua, mas onde está você?

Te vejo nos meus sonhos, imagino você ao meu lado, mas onde está você?

Te desejo em nossa cama, ouço a sua voz, mas onde está você?

Te quero, te amo, te preciso. Nada e nem ninguém vai te substituir.

Saio em busca, pelas ruas frias e iluminadas pela lua,

chamo seu nome, grito mas você não responde.

A saudade correu tanto meu coração que eu não consigo pensar de tanta dor.

Busco seu corpo, busco seu nome, busco teu calor.

Nenhuma resposta, nem um sussurro,

nem mesmo aquele arrepio que só a gente conhecia.

Aquele “choque” que só existia entre a gente.

Te busco, te chamo, te anuncio, mas nada adianta.

Talvez eu não devesse ter apertado tanto o seu pescoço…

Talvez eu não devesse ter deixado o seu corpo tão conservado na minha banheira.

Talvez eu devesse te deixar em paz, mas como se o meu maior desejo é você?

Anúncios

Uma resposta em “Busca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s