Meu prazer

sangue

 

Eu te amei.

Amei como nunca amei ninguém na minha vida.

Desejei a ti da maneira mais quente possível.

Fiz coisas por você que ninguém jamais faria.

Aceitei coisas por você que ninguém concordaria.

Movi céus e terras, fiz todas as suas vontades,

e o que você me diz? Não.

Desde então eu ando vagando por ai,

um corpo sem alma, destruído,

com apenas um objetivo.

Você sorri, vive, está sempre linda.

Você lembra de mim mas sem nenhum sentimento.

Eu olho pra você e não sinto mais amor.

Eu olho pra você e não sinto mais emoção.

O meu coração está no fundo de um rio.

Vivo apenas para um objetivo.

Sinto fome. Sinto sede.

A comida não me satisfaz.

A bebida não me sacia.

Não sinto prazer.

Apenas uma coisa saciaria meus anseios.

Apenas uma coisa vai me preencher.

Esta noite terei o que é meu por direito.

Hoje eu irei atender aos meus desejos.

Hoje verei seu sangue jorrar.

Seu sangue saciará a minha sede.

Seu coração irá satisfazer a minha fome.

E sua morte será o meu prazer.

juhliana_lopes (23-03-2013)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s