Branco – A cor infernal

De todos os lugares do mundo, nada é mais torturante do que um quarto branco, sem janelas, completamente vazio. Apenas você e o quarto. Sua mente não para de trabalhar; ideias mirabolantes, a cura de doenças, tudo ao mesmo tempo porém, nada parece capaz de preencher aquele “branco infernal”.

Você pode imaginar cores, sabores, pessoas… Pode criar um mundo novo mas sempre estará preso no branco. Ninguém te ouve, apenas o vazio que grita em seu ouvido todas as noites e não te deixa dormir. Pior que o limbo, o tempo parece não passar no quarto branco.

Como alguém pode achar que este quarto branco é um lugar para recuperação? Minha mente se volta contra mim como se quisesse também, preencher seu próprio vazio. Tudo que criei, todas as pessoas, todos os personagens, todos me perseguem. Querem espaço, querem liberdade. O quarto branco não permite.

Pior que um labirinto, o quarto branco não dá chances de fuga ou qualquer esperança. Você é o único centro. A dor resolve fazer uma visita, acompanhada da agonia e do medo; logo chegam à raiva e o impulso. Uma reunião adorável, onde o objetivo é acabar com você. O quarto branco sufoca tudo que esta em seu interior.

E pensar que é apenas meu primeiro dia nesse lugar infernal.

 

25-09-2012 /juhliana_lopes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s